Reprodução Reprodução

Morreu na noite de quinta-feira (06.01), o ex-reitor da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), Arno Rieder, aos 69 anos, em Cáceres, em decorrência de um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico.

O governador Mauro Mendes e a primeira-dama Virginia Mendes lamentaram o falecimento do ex-reitor, que foi um dos fundadores da instituição.

"Um profissional que deixa exemplos de vida e dedicação à Educação. Seu legado permanecerá como um marco para a educação e desenvolvimento de todo o Estado de Mato Grosso. Eu e minha esposa externamos nossas condolências aos familiares, amigos e colegas de trabalho", afirmaram.

A Unemat decretou luto oficial por três dias e suspendeu todas as atividades administrativas e acadêmicas no âmbito da instituição nesta sexta-feira (07.01). “Ao longo de tantos anos dedicados à Unemat, Arno ensinou com seu exemplo e deixa marcas em diversos profissionais do todo o Estado”, destacaram o reitor Rodrigo Bruno Zanin e a vice-reitora Nilce Maria.

Arno Rieder iniciou a vida acadêmica quando a Unemat ainda era Instituto de Ensino Superior de Cáceres (IESC), em 1981. Tornou-se professor efetivo em 1990, vindo a ocupar o cargo de reitor no período de 1998 a 2002. Ele era lotado na Faculdade de Ciências Exatas e Tecnológicas do Câmpus Jane Vanini, em Cáceres.

Formado em Agronomia, o professor possuía mestrado em Agricultura Tropical e doutorado em Saúde e Ambiente e em Ciências, sendo reconhecido internacionalmente por suas pesquisas com plantas e pragas domésticas, ao apresentar seu trabalho fora do país em diferentes ocasiões.

O professor Arno Rieder era casado com a professora da rede estadual de educação Vera Maria, com quem teve quatro filhos (Frederico, Júlio César, Vanusa e Laura). O velório é realizado na Câmara Municipal de Cáceres.

CLIQUE AQUI E PARTICIPE DE NOSSOS GRUPOS DE WHATSAPP