Reprodução Reprodução

Nove bezerros morreram de Raiva Bovina em uma propriedade no interior do município de Agua Boa -MT, no Médio Araguaia. O caso começou a ser investigado no último final de semana e a confirmação por exame ocorreu nesta quarta-feira (17/03). A informação é da Regional do Indea (Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso) em Agua Boa.

A propriedade, localizada entre o PA (Projeto de Assentamento) Jaraguá e a região da “Visão”, começou a registrar os primeiros óbitos a cerca de 15 dias. O Indea começou a notificar as propriedades circunvizinhas para que os produtores realizem a vacinação do rebanho.

Agua Boa possui um rebanho de aproximadamente 350 mil animais. Outras duas propriedades estão sendo sendo acompanhadas por suspeita de novos focos da doença. É o segundo foco da doença no Médio Araguaia em uma semana. O último caso de Raiva registrado na região foi no dia 15 de março, em Querência– MT.

O Indea, na oportunidade, pede que todos as propriedades o raio de 10 km do foco realizem a vacinação do rebanho contra Raiva e a revacinação após 30 dias. Após as aplicações, o produtor deve apresentar Nota Fiscal das vacinas no Instituto.

Sobre a raiva Bovina

O vírus, no ambiente urbano, é propagado por cães e gatos. Já no meio rural, pelo morcego. A raiva é uma zoonose e o principal transmissor nos herbívoros é o morcego hematófago da espécie “Desmodus rotundus”, que contaminado pelo vírus, elimina o micro-organismo pela saliva nos bovinos. O Indea é o órgão responsável pelo programa estadual de controle da raiva em herbívoros, procedendo com a fiscalização de propriedades, captura e tratamento do morcego hematófago, como forma de diminuir a população do transmissor. A doença não tem cura ou tratamento. Uma vez contaminado, o animal vai a óbito, justificando o cuidado no manejo do rebanho.

Como é a doença no gado?
* Andar cambaleante
*Paralisia das pernas traseiras e dianteiras
*Prostração e por fim a morte
*Alguns animais parecem que estão engasgados mas na verdade já é a manifestação da doença. Não coloque a mão!
*Agressividade
*Salivação excessiva